Como listar os parâmetros ocultos no seu database

Os parâmetros ocultos, muitas vezes facilitam a nossa vida de DBA, porém tome cuidado ao usar-los, pois se não souber exatamente o seu propósito os efeitos colaterais do parâmetro podem lhe dar muitas dores de cabeça.

Aqui está a consulta que você pode usar para exibir os valores de parâmetros ocultos. (usá-lo como usuário sysdba)

select a.ksppinm name,
       b.ksppstvl value,
       b.ksppstdf deflt,
       decode(a.ksppity,1,'boolean',2,'string',3,'number',4,'file',a.ksppity) type,
       a.ksppdesc description
  from sys.x$ksppi a, sys.x$ksppcv b
 where a.indx = b.indx
   and a.ksppinm like '\_%' escape '\'
 order by name;

Continue lendo em oraclehome.com.br


Trocar a aud$ da tablespace SYSTEM

Todos devem conhecer o parâmetro audit_trail do oracle, que habilita a auditoria da base. Porem como todos já sabem, no momento que é habilitado mais um recurso, teremos contra partida um custo a mais. Um caso é o armazenamento dos dados auditados. E como o padrão da oracle de instalação a tabela aud$ já vem na tablespace SYSTEM. Como bom DBA devemos trocar a tablespace desta tabela para que não fragmente a SYSTEM. Para isso há uma:

Continue lendo em oraclehome.com.br


Fake/Virtual Index (Indice Virtual)

Após muitas leituras sobre tuning e performance, achei algo interessante e rápido para postar aqui no site e que possa ser muito util para os programadores e administradores de Banco Oracle.
Preciso melhorar a performance do meu SQL, será que esse indice vai me ajudar?

Uma boa pergunta, pois até então criar um indice em uma tabela sempre há um custo.
Porem como irei saber se aquele indice vai ser útil mesmo sem poder testar na prática?
Uma das novas features do 11g é criar indices invisiveis, não interferindo no ambiente(produção como no exemplo), uhuuuu claro estou dizendo em produção nada em ambiente teste, pois nem todo mundo tem essa maravilha que é um ambiente de teste bom e legal p/ testar sua aplicação.
Ai vem o X da questão, nas versões anteriores(8i, 9i e 10g) não tem nada para nos ajudar?
Isso mesmo lendo um bucado achei o FAKE INDEX ou VIRTUAL INDEX.

Ok, agora vou mostrar com um exemplo simples do seu funcionamento.

1. Lembrando que esta prática serve para o Oracle informar, se o indice a ser criado, realmente será usado pelo otimizador e seu custo.
2. Ao ser criado, estara somente no dicionario de dados e não será criado o indice mesmo, não haverá segmentos (NOSEGMENT).
3. Há um parametro não documentado pela oracle, que faz parte do Oracle Enterprise Manager Tuning Wizard para que esta pratica seja bem sucessida.

Ex.:
Tabela teste com 398698 registros Continue lendo →